terça-feira, 24 de junho de 2008

Ventus 2005 (Argentina)


Esse vinho é um mix de Cabernet Sauvignon, Malbec e Merlot.
Vinho básico da Bodega del fin del mundo (um dos melhores nomes de bodega que já vi), na Patagônia. É legal descobrir esses cantões do mundo que estão produzindo vinhos à despeito das condições climáticas que, antes da tecnologia, eram desfavoráveis assim como no nosso Vale do São Francisco ou Oklahoma, nos EUA.

O Ventus é um vinho que precisa de um decantação. Antes de decantar ele apresentará álcool forte no nariz e isso pode incomodar. No entanto,depois do decanter, é um vinho macio, razoavelmente equilibrado, com aromas de frutas escuras (assim como sua cor - bonita, encorpada) e persistência mediana. Nada de fenomenal, mas é mais um para a sua coleção de vinhos para o dia-a-dia que vale à pena ser provado alguma hora.

Custa cerca de R$14,00 e não é difícil de achar.
Para quem coleciona, sua rolha sintética porosa é preta e dará um toque charmoso naquele seu vidro cheio de rolhas!

4 comentários:

Colheita de Vinhos disse...

Saudações DegustEno !

Eu tenho a impressão de que a safra 2005 estava melhor que a 2006 que eu provei! E geralmente os vinhos da região do Chile / Argentina eu tenho gostado mais da safra 2004/2005 que em relação a 2006 do mesmo vinho.

Está adicionado ao meu blog!

Há ... gostei das tacinhas .. rsrs.

Grande abraço,

Guilherme

Diego disse...

então, bem vindo...
Quanto ao vinho para julho eu apenas copiei e colei o vinho citado no comentario logo acima do seu.

Sobre o Ventus, é um vinho que particularmente adoro, principalmente levando em consideração o seu preço. Acho que seu alcool sobressai muito no inicio, mas nada que abrir a garrafa meia hora antes de degustar nao resolva.

Abraços e por favor me confirme o vinho para a postagem de 1°/7

Diego disse...

Di vinho Viver acima

Vinho para Todos disse...

Confrade,

o vinho do mês é o TRIVENTO PINOT NOIR 2007. Postagem para o dia 1º de julho. Será o 17º vinho da "Confraria Brasileira de Enoblogs".

Antes, havia a indicação de um vinho chileno (Vernus 2004), mas o preço estava além do limite da confraria, por isso fizemos a troca.

Saúde!